Capitão Alden repudia filme da Netflix que incentiva pedofilia infantil

|

 

O deputado estadual Capitão Alden se manifestou, neste domingo (13), repudiando a exibição do filme “Como se Tornar o Pior Aluno da Escola” por parte da Netflix lançado pelo humorista e apresentador Danilo Gentili, e que mostra o ator Fábio Porchat incentivando atos libidinosos em crianças, o que para o parlamentar caracteriza pedofilia infantil. 


Na cena, em específico, Porchat sugere que duas crianças se masturbem na frente dele e, logo após a proposta, se aproveita da situação para que um dos personagens infantis cometa o ato nele. 


“Assisti a um trecho do filme e achei de muito mau gosto. Aliás, completamente inapropriado, especialmente para a faixa etária do filme. Algumas pessoas até tentaram minimizar, falando até mesmo que não enxergavam problema algum em o filme retratar a pedofilia em forma de comédia. Eu, particularmente, acho que existem outras formas genuínas e educativas para abordar este crime. Banalizaram o tema, sexualizando”, disse o deputado em vídeo. 


Alden ainda ressaltou que procurou na internet posicionamento de atores e críticos de cinema sobre a cena, mas não achou nenhuma manifestação sobre. “Não achei nenhuma crítica por parte de artistas e críticos de cinema deste filme que foi lançado em 2017. Por isso, fica aqui meu repúdio a esta classe. Estão mais preocupados em fazer campanhas de banheiros transgênicos ou o pronome neutro. Chega de normalizar a sexualização infantil. Deixem as nossas crianças em paz”, pontuou.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora