“Governo do Estado não tem competência”, diz Capitão Alden sobre Segurança Pública da Bahia

|

 


Os números assustam, trazem insegurança e medo para a população, mas para o Governo do Estado a culpa pelos altos índices de criminalidade que cercam a Bahia é do Governo Federal. O deputado estadual Capitão Alden (PL) criticou, nesta segunda-feira (9), a “falta de responsabilidade” que o governador Rui Costa (PT) tem sobre a Segurança Pública. 


Só neste final de semana, três policiais militares foram assassinados por criminosos. No bairro da Fazenda Grande I, em Salvador, enquanto voltavam do velório do soldado Alexandre Menezes, na noite de domingo (8), também morto por criminosos, Vitor Vieira Ferreira Cruz e Sanderson Lopes Ferreira foram assassinados. 


Alden criticou o discurso de Rui Costa, que mais uma vez culpou o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a política armamentista defendida pelos conservadores.


"Já que ele deixou o Governo de lado para cuidar da campanha do ex-presidiário, então que ele faça o que realmente deve ser feito: assuma a responsabilidade, diga que não tem competência para gerir a Segurança Pública, e entregue para o Governo Federal, que tem conseguido reduzir os índices de criminalidade em todo Brasil. É simples. 75 mil assassinatos na Bahia de Jaques Wagner até a presente data, um verdadeiro descaso com a nossa sociedade", disse o parlamentar. 


O parlamentar bolsonarista ainda sugeriu que o secretário de Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, pedisse exoneração do cargo por falta de conhecimento sobre a pasta. 


"Senhor secretário, vou te dar uma sugestão: hoje, até o final do dia, peça demissão, pois o senhor não tem competência para continuar comandando uma pasta como esta. O senhor não pode continuar brincando de fazer Segurança Pública, que é isso que o Governo do Estado faz. Quem paga a conta? Nós, cidadãos, nós, policiais, que morremos e perseguidos. E o que o Estado faz? Culpa Bolsonaro", apontou.


No dia 8 de junho, às 8h, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado Capitão Alden realizará um evento para marcar o Dia de Conscientização, Combate à Intolerância e a Vitimização Policial na Bahia, que é no dia 9 de junho e tem como referência o Cabo PM Gonzaga, que foi brutalmente assassinado por traficantes, em 2019, quando se encontrava fora de serviço. Na oportunidade, serão ouvidos representantes de todas as áreas da Segurança Pública com o intuito de promover ações e projetos de defesa dos agentes de todo o estado.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora