Capitão Alden sai em defesa de professora que foi demitida por seu posicionamento pessoal político

|

 


Tem ganhado notoriedade nas redes sociais nesta semana o fato de uma professora ter sido demitida da Escola Estadual Braulio São Paulo na cidade de Mata de São João, por possível repúdio ao seu posicionamento político pessoal. O deputado estadual Capitão (PL) saiu em defesa de Adriana Borges da Silva, e enfatizou que os conservadores estão sendo censurados nos mais diversos setores da sociedade. 


De acordo como vídeo gravado pela professora, ela foi trabalhar normalmente e foi chamada na diretoria da escola para receber a notícia de que seria exonerada. Segundo a docente, a diretora da rede de ensino é petista


“Desde quando fui noticiada de que iria entrar na escola pra trabalhar, ela vem me ofertando essa perseguição”, diz a educadora. 


Também na declaração, Adriana alega que a diretora fez um dossiê das publicações das suas  redes sociais e encaminhou para a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC). 


Em repúdio à demissão da professora, Capitão Alden enfatizou a defesa da democracia e do direito de opiniões adversas. 


“As pessoas podem, sim, ter opiniões diferentes. Agora, isto é perseguição! Estão tentando censurar os conservadores, estão perseguindo aqueles que pregam a liberdade e um país com valores sólidos e de valorização de princípios que jamais deveriam ser esquecidos”, ressaltou.


0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora