Reflexão: Afeganistão e a violência contra as mulheres

|

 

Homens afegãos se preparando para apedrejar Rokhshana's, uma moça de 19 anos, acusada de adultério por tentar fugir com um rapaz que estava apaixonada, contrariando a família que lhe prometeu em casamento para outro homem.

O caso ocorreu em 2015, em uma região ainda sob grande influência do Talibã, regime de governo influenciado por uma interpretação errada da Sharia Muçulmana.

O talarico, por exemplo, tomou 10 chicotadas e foi liberado. Já Rokhshana's foi morta com mais de 250 pedradas. No vídeo, gravado pelos próprios afegãos, para ser mostrado à outras mulheres em suas casas ou em escola para pequenos garotos, dá para ouvir a voz da garota ficando cada vez mais aguda a cada pedrada que levava.

Enquanto morre, ela reza para Alá, pedindo perdão pelo "pecado" cometido.

 Texto - Joel Paviotti



0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora