PM precisou atirar para evitar furto de itens de Marília Mendonça no local do acidente

|

 

A Polícia Militar de Minas Gerais precisou agir para evitar que o avião envolvido no acidente que matou Marília Mendonça, fosse saqueado na madrugada do dia 6 de novembro, sábado.

De acordo com o g1, o agente Marcio Pereira da Silva deu tiros de bala de borracha contra quatro pessoas que tentavam furtar os pertences da aeronave.

Segundo o boletim de ocorrência, quatro pessoas desceram o morro com uma lanterna e seguiram em busca dos destroços do bimotor para encontrar os materiais das vítimas. Três policiais estavam fazendo a proteção da aeronave.

Trechos do documento divulgados pelo g1 afirmam que os suspeitos receberam ordem de parar, e os tiros só foram disparados após a negativa deles. 

Os pertences foram retirados no dia 6 de novembro, em meio ao velório de Marília. Segundo o advogado da cantora, Luiz Maurício, foi encontrado um caderno com letras inéditas da sertaneja, além dos celulares da cantora ainda recebendo mensagens.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora