Ilhéus: Acusado de matar e enterrar colombianos, porque não queria pagar divida de R$ 7 mil é condenado a 25 anos de prisão

|

 

O asssassino voi cumprir pena em regima fechado

Magno Rodrigues Silva acusado de matar o casal de colombianos Andres Aluan Rey e Diana Paola Zuluaga, em Ilhéus, em maio de 2018, foi condenado a 25 anos de prisão em regime fechado. O julgamento começou às 08h dessa  segunda-feira (28), no Fórum Epaminondas Berbert de Castro, e terminou por volta das 23h, com 15h de duração. 

Casal de colombiano mortos por Magno

Segundo a polícia, Andres e Diana faziam agiotagem, e o acusado devia R$ 7 mil ao casal. Para consumar o crime, Magno atraiu o casal para o lava a jato dele, com a proposta de pagamento da dívida. Com a ajuda de um funcionário, o Cosme Santana, ele levou Andres e Diana para um cemitério, no distrito de Aritaguá, onde foram executados e enterrados em cova rasa, com a chegada da polícia eles conseguiram fugir abandonado o carro na BA-001. 

O Conselho de Sentença foi composto por 07 jurados, além do Ministério Público, Defensoria Pública, sob a coordenação de Gustavo Henrique Lyra, Juiz da Vara do Juri e Execuções Penais da Comarca de Ilhéus.

Após o juíz prolatar a sentença, o acusado foi levado algemado no camburão, e encaminhado a Unidade Prisional, para imediato cumprimento da pena.

(Fábio Roberto Notícias) 

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora