quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Ubatã: Êxodo disse que já passou fome por conta dos atrasos da PMU em pagar o aluguel.



Figura pública conhecida em Ubatã, Êxodo ou (Reverendo Êxodo como é chamado), pré-candidato a prefeito de Ubatã pelo PTC. Desabafou em um grupo de WhatsApp nessa quarta-feira (08), que passou por dificuldades financeiras por conta dos atrasos no pagamento do aluguel de seu imóvel. 

Alugado para Prefeitura Municipal de Ubatã, Gestão da Prefeita Simeia Queiroz. Para ser usada como biblioteca do município, o imóvel era a única fonte de renda que Êxodo tinha naquele momento.


Biblioteca Municipal de Ubatã.


Ele disse que só resolveu desabafar hoje, porque tomou conhecimento de que as contas com a EMBASA,  já acumulavam o valor não pago de 2.765, 95.

E o fornecimento de água está ameaçado de suspensão, (Corte).




"Sou forte, novo e não tenho medo do trabalho!"

"Entretanto, com esses atrasos todo o meu planejamento para 2020 ficou comprometido, tive que tirar dinheiro das minhas reservas para garantir o meu sustento." 

"Fui obrigado a sair de Ubatã terra que eu amo para trabalhar por uns tempos e me reerguer."

"Agradeço aos meus amigos que me ajudaram nos momentos mais difíceis da minha vida quando praticamente estava passado fome junto com a minha família."

"Esse grupo que tá aí do tal (Líder) Expedito só liga para eles mesmos. Passaram o natal e ano novo com a mesa farta, enquanto os pobres dos funcionários da prefeitura só receberam o décimo e salários atrasados depois do ano novo." 

"Mas final do mês estarei de volta para olhar na cara desse (povo metido a besta) e cobrar o que é meu por direito. Eles fizeram contrato com homem e não com moleque!"

Disse...

Ouçam os áudios de Êxodo.




                           

Em nota na rede social  Êxodo disse que o partido PTC na pessoa da presidente Karem declara ser oposição a atual gestão da cidade.












Nenhum comentário:

Postar um comentário