Toque de Recolher: Capitão Alden começa a fiscalizar transtornos gerados pela medida

|

 

Capitão Alden nas ruas


O novo “Toque de Recolher” na Bahia teve início nesta sexta-feira (26), desta vez a medida estabeleceu regras mais restritivas para atividades comerciais e a circulação de pessoas. O deputado estadual Capitão Alden, principal voz da oposição a atual gestão estadual, esteve em alguns pontos de grande circulação da cidade para verificar se o “Toque de Recolher” está gerando mais transtornos para a população. 

 

De acordo com o parlamentar, muitos usuários do transporte coletivo fizeram queixas quanto a imposição do “Toque de Recolher”, principalmente, na Estação Mussurunga, uma dos principais terminais de transbordo da capital baiana. “É muito fácil culpar a população pelo aumento do percentual de leitos ocupados nos hospitais, mas cadê a transparência da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) em divulgar os indicadores de maneira transparente?”, questiona Alden.

 

Para o deputado Bolsonarista, o governador Rui Costa segue com uma série de falhas graves na gestão da máquina pública, especialmente, na área da Saúde da Bahia. “Primeiro os mais de R$ 93 milhões gastos com respiradores que nunca chegaram e agora o Hospital Metropolitano com 265 leitos prontos desde o ano passado que o Governo não coloca para funcionar. Isso é assinar um atestado de incompetência”, afirma Alden.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora