Advogado encontrado morto na praia teria entrado em favela com faróis do carro altos, segundo testemunha

|

 

Foto: Reprodução


Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte. Testemunha diz que vítima morreu após ser baleado por um 'olheiro do tráfico'.


O advogado Tiago Ribeiro da Silva foi encontrado morto neste domingo (25) na Praia de Tubiacanga, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. A Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte da vítima.

Uma perícia foi realizada no local e a investigação está em andamento para descobrir qual foi a motivação e o responsável pela morte.

A Polícia Militar afirmou que equipes do 17º BPM (Ilha do Governador) foram acionadas para checar um “encontro de cadáver” na Estrada das Canárias, rua da Praia de Tubiacanga.

Ao encontrar o corpo, a área foi isolada e o Corpo de Bombeiros foi chamado, junto com a 37ª DP (ilha do Governador. Em seguida, a Delegacia de Homicídios também enviou equipes ao local.


Testemunha cita traficantes como responsáveis pelo crime
Um morador do bairro, que não quis se identificar por questões de segurança, disse que o advogado morreu após ser baleado por um “olheiro do tráfico”, que estava em uma barricada.

De acordo com o relato, o homem teria entrado na Rua Trapiá com o farol alto, o que é “proibido” pelo tráfico da região. Por isso, o homem foi baleado (G1).

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora