Centro de Canoagem de Ubatã tem inauguração adiada

|

 

Prevista inicialmente para este último sábado (23), a inauguração do Centro de Canoagem de Ubatã, um dos três prometidos pelo governador Rui Costa (PT) em 2016, será adiada. Segundo informou a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) ao Bahia Notícias, “a obra está em andamento, com 90,7% de execução”.

Neste momento, a empresa responsável pela construção “aguarda a entrega, pelo fornecedor, do pier e esquadrias para que seja possível o acabamento final, com realização de pinturas, instalação da rede elétrica e louças”, diz a autarquia vinculada à Secretaria do Trabalho, Renda e Esporte (Setre) da Bahia.

Além disso, neste fim de semana, uma delegação de 44 pessoas (atletas e técnicos de canoagem) dos núcleos de Ubaitaba, Itacaré, Ubatã e Maraú participa, em Brasília (Lago Paranoá), do Campeonato Brasileiro de Canoagem. O deslocamento de toda a delegação baiana mais o traslado de 22 barcos acontecem com apoio da Sudesb.

O Torneio de Inauguração do Centro de Canoagem de Ubatã faz parte do Circuito Baiano de Canoagem, que teve sua primeira etapa em 5 de setembro, em Itapetinga.

Por meio de um “Termo de Fomento” de R$ 79.412,52, publicado no Diário Oficial da União no dia 31 de agosto, a Sudesb ajudará a “fazer frente às despesas de material promocional, material de divulgação, serviço de alimentação e serviço de infraestrutura”.

Os outros dois centros, em Itacaré e Ubaitaba, foram inaugurados nos dias 4 de julho de 2018 e 28 de agosto de 2020, respectivamente. Os equipamentos visam incentivar a prática do esporte no estado, especialmente por causa do sucesso dos atletas baianos nas principais competições do planeta.

Isaquias Queiroz foi medalha de ouro na Olimpíada de Tóquio, e já é o maior medalhista olímpico da Bahia, pois levou duas pratas (uma delas ao lado do conterrâneo Erlon de Souza, na prova do C2 1000 metros) e um bronze na Rio-2016. Além disso, também é campeão mundial da prova do C1 1000 metros.

Neste ano, outro baiano esteve presente nos Jogos: Jacky Godmann, de apenas 22 anos. Ao lado de Isaquias, ele ficou em quarto na prova do C2 1000 metros, e não conseguiu avançar à final no C1.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora