Depois de Jaques Wagner confirmar que não será candidato, PT encerra reunião sem saber o que fazer

|

 


Depois que o senador Jaques Wagner confirmou, nesta segunda-feira (28), que não será candidato a governador em 2022, o partido encerrou a reunião que iniciou com ele para discutir o assunto na expectativa de definir nova estratégia que inclui, inclusive, a apresentação de candidatura própria.

“A retirada da minha candidatura não implica na retirada da candidatura do PT. Quem decidirá se terá candidatura ou não, não sou eu, será o partido”, afirmou Wagner, em nota divulgada há pouco pelo partido.

O presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, comentou a reunião: “É claro que respeitamos a decisão do companheiro Wagner, mas não a recebemos com alegria. Nossas instâncias se reunirão intensamente nos próximos dias para atualizar nossa posição”. Estiveram presentes deputados estaduais e federais, vereadores e prefeitos filiados ao PT.

Os dirigentes petistas reafirmaram a decisão do sétimo Congresso do partido que aponta a estratégia da sigla de encabeçar a chapa majoritária. “Nossa decisão será fruto do debate interno, mas também do imprescindível diálogo com os demais partidos e lideranças da base, como Otto, Leão, Lídice e PCdoB”, ressaltou o presidente do PT na Bahia.

por Davi Lemos / Política Livre

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora