Sergio Moro assina filiação ao União Brasil em evento em SP e deve se candidatar a Deputado Federal pela legenda

|

 

O ex-juiz Sergio Moro anunciou na tarde desta quinta-feira (31) a decisão de deixar o Podemos e se filiar ao União Brasil .

O anúncio foi feito em um hotel na Zona Sul da capital paulista, onde Moro assinou a ficha de filiação à sigla. Ex-ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Moro havia se filiado ao Podemos em novembro do ano passado, pouco mais de um ano após deixar o governo federal, em abril de 2020.

Segundo o deputado e vice-presidente União Brasil, Junior Bozzella, Moro se colocou à disposição do partido, que vai definir o “melhor lugar pertinente onde ele possa se encaixar”.

Sérgio Moro em reunião com representantes das universidades brasileiras em 15 de março em Brasília — Foto: MATEUS BONOMI/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Na última pesquisa Datafolha, divulgada na quinta-feira (24), Sergio Moro registrou 8% das intenções de voto para a eleição presidencial de 2022 em todos os cenários cogitados.

Moro ganhou notoriedade nacional como juiz da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba durante a Operação Lava Jato. Ele deixou a magistratura para aceitar o convite de Jair Bolsonaro (PL) para o Ministério da Justiça, mas abandonou o cargo de ministro após acusar Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal.

A possibilidade de Moro desistir da candidatura à presidência e optar pela disputa para a Câmara dos Deputados foi apontada pelas jornalistas Ana Flor, Andréia Sadi e Natuza Nery. O União Brasil, partido resultante da fusão entre DEM e PSL, teria determinado, como condição à filiação de Moro, a desistência da corrida presidencial.

A mudança de partido ocorreu apenas um dia depois de a esposa de Sergio Moro, Rosângela Moro, se filiar ao Podemos em São Paulo. Natural do Paraná, Rosângela transferiu seu domicílio eleitoral e anunciou a filiação nesta quarta (30).

Além de Sergio Moro, outro político que se filiou recentemente ao União Brasil foi o deputado estadual Arthur do Val. Ele se filiou na última terça-feira (29). O deputado havia sido desfiliado da antiga legenda, o Podemos, em março, após o vazamentos de áudios sobre refugiadas ucranianas, durante uma viagem de integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) ao país em conflito. (G1)

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora