Dos 12 senadores que votaram contra projeto que limita o ICMS, 7 são petistas

|

 

Foto: Reprodução

Na noite de ontem (Segunda-feira, 13.jun.22), o Senado aprovou o texto base do Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, que classifica os combustíveis como bens essenciais, consequentemente impondo um teto de 17% na cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que é cobrado pelos governos estaduais. Foram 65 votos a favor e 12 contrários.


De acordo com os registros do Senado, do total dos 81 parlamentares da Casa, 78 estiveram presentes. Cid Gomes (PDT-CE) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) não compareceram à votação, bem como Chico Rodrigues (União-RO).

Dos 12 senadores que votaram contra, 7 são petistas (veja abaixo).

SENADORES QUE VOTARAM CONTRA PLP QUE LIMITA O ICMS

Fabiano Contarato - PT-ESFabiano Contarato (PT-ES)
HUMBERTO COSTA - PTHumberto Costa (PT-PE)
jaques wagner ptJaques Wagner (PT-BA)
JEAN PAUL PTJean Paul Prates (PT-RN)
paulo paim ptPaulo Paim (PT-RS)
PAULO ROCHA -PTPaulo Rocha (PT-PA)
rogerio carvalho ptRogério Carvalho (PT-SE)
CONFUCIO MOURA MDBConfúcio Moura (MDB-TO)
zenaideZenaide Maia (PROS-RN)
flavioFlavio Arns (Podemos-PR)
marcelo castroMarcelo Castro (MDB-PI)
NILDANilda Gondim (MDB-PB)

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora