SALTADOR OLÍMPICO IAN MATOS MORRE AOS 32 ANOS

|

 

A informação foi confirmada pela família do atleta.

Morreu nesta terça-feira (21), aos 32 anos, o saltador olímpico Ian Matos. Ele estava internado no Rio de Janeiro desde o mês passado para tratar uma infecção e, nas últimas horas, sofreu uma parada cardiorrespiratória. A informação foi confirmada pela família do atleta. Ele havia sido hospitalizado no Memorial São Bento inicialmente com um quadro de infecção na garganta. A bactéria, porém, desceu para o esôfago e, depois, para o pulmão.

Nos últimos dias, seu estado de saúde se agravou. Ian nasceu em Muaná, no interior do Pará, e cresceu em Belém (PA), onde morou até os 17 anos e conheceu os saltos ornamentais. Quando passou no vestibular para Pedagogia na UNB, mudou-se para Brasília, cidade que é um dos principais centros da modalidade do país. Ele, aliás, foi o primeiro brasileiro homem a se classificar para uma Olimpíada sendo assumidamente homossexual —a quebra de tabu aconteceu na edição da Rio-2016.

Ele tentou vaga em Tóquio-2020. Atleta de provas de trampolim de 3 metros, foi a três edições dos Jogos Pan-Americanos (2011, 2015 e 2019), a dois Mundiais (2015 e 2019) e a uma Copa do Mundo (em 2016) —além de ter participado justamente da Olimpíada há cinco anos. Nos últimos dias, amigos de Ian elaboraram uma vaquinha que visava permitir que a mãe e a irmã dele, que moram no Pará, viajassem ao Rio para visitá-lo. A meta inicial era arrecadar R$ 10 mil, mas este valor chegou a mais de R$ 17 mil em poucos dias e permitiu o deslocamento

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora