Homem casado diz que matou amante com 'mata-leão' para não assumir bebê

|

 

No momento em que foi morta, a mulher descansava junto ao rapaz

Um homem de 28 anos está preso desde a última sexta-feira (4), acusado de matar uma mulher que estaria grávida de um filho seu, em Pimenta Bueno, Rondônia. Segundo a Polícia Civil, ele era casado e não queria assumir a paternidade. 

Identificado como Gabriel Henrique Masioli, o suspeito admitiu ter dado um mata-leão na vítima, Antonieli Nunes Martins, de 32 anos, e logo depois ter esfaqueado com golpes no pescoço. No momento em que foi morta, a mulher descansava junto ao rapaz.

A polícia afirma que os dois eram colegas de trabalho e mantinham um relacionamento amoroso há dez meses. Antonieli estaria grávida de três meses e revelou a gestação um dia antes de ser morta, na quarta-feira (1).

De acordo com o portal UOL, a defesa de Gabriel disse que se manifestará somente nos autos do processo. Ele teve a prisão preventiva decretada pela Vara Criminal de Pimenta e encontra-se preso na Penitenciária de Rolim de Moura, cidade vizinha.

Gabriel e Antonieli estavam em uma residência que alugaram para se encontrar. O corpo da vítima foi encontrado somente na sexta, depois que amigos sentiram a falta dela.

"Ela estava com uma perfuração na altura do pescoço. Os amigos sentiram falta e foram até essa casa, quando encontraram o cadáver", informou ao UOL uma fonte da Polícia Civil que acompanha a investigação.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora