ACUSADO DE MATAR TAXISTA DE ITABUNA É CONDENADO A 22 ANOS DE PRISÃO, CRIME ACONTECEU EM ABRIL DE 2021

|

 

Foto: Reprodução

Um dos acusados de envolvimento no sequestro e assassinato do taxista Amintas Feitosa Moura Ferreira (lembrar), “Seu Moura”, de 71, anos, foi condenado a 22 anos de prisão em regime fechado. O crime ocorreu em abril do ano passado, depois que o trabalhador aceitou uma corrida solicitada por três homens, no Centro Comercial de Itabuna.

O condenado pelo crime foi Jarbas Silva Júnior que, segundo a polícia, confessou envolvimento no assassinato e está preso no Conjunto Penal de Itabuna. Outro acusado de participar do crime, identificado como Davi Santos Sena, foi encontrado morto em Itapitanga, três dias depois do assassinado do taxista.

O corpo de Davi Santos foi achado na localidade conhecida como Estrada da Amizade, próximo ao Parque de Vaquejada. De acordo com inquérito policial, Amintas Feitosa foi torturado e asfixiado e teve o veículo roubado por três bandidos. Objetos pessoais e uma quantia em dinheiro foram levados pelos criminosos.

Além de Jarbas Silva e Davi Santos, um terceiro homem participou do sequestro e morte do taxista. O carro da vítima foi localizado, incendiado, entre os municípios de Aurelino Leal e Itapitanga. 

(Pimenta)

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora