Recusa feita por Coronel para coordenar campanha de Jerônimo Rodrigues não repercute bem entre os socialistas; veja

|

 

A recusa do senador Angelo Coronel (PSD) para coordenar a campanha de Jerônimo Rodrigues (PT) ao governo do Estado, como noticiado nesta quinta-feira (28) por este Política Livre, não repercutiu bem entre os socialistas. Membros do PSB são unânimes: se Lídice da Mata fosse senadora com mandato até 2026 e não candidata à reeleição a deputada federal, coordenaria a campanha de Jerônimo pelo menos em Salvador.

Também é ponto pacífico entre os socialistas que a não adesão de Coronel à campanha põe em risco até mesmo a campanha à reeleição de Otto Alencar, presidente estadual do PSD. Os socialistas ouvidos por este Política Livre acreditam que a união de toda a base é necessária para as vitórias de Otto e Jerônimo no pleito de outubro. “Uma majoritária puxa a outra”, disse a fonte socialista.

Nas eleições de 2018, Lídice pretendia concorrer à reeleição ao Senado, mas foi preterida, na formação da chapa à reeleição de Rui Costa, pelo então deputado estadual Angelo Coronel. Em evento com o governador na manhã desta quinta-feira, em Conceição do Jacuípe, o deputado estadual Angelo Coronel Filho esteve presente – assim como Otto e Jerônimo. Rui Costa cumprimentou Angelo Filho, saudando também o pai, que estava ausente. 

Política Livre

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora