Ex-morador de rua não pode se candidatar a deputado federal; saiba motivo

|

 


O ex-morador de rua que ficou famoso após ser flagrado mantendo relações sexuais com esposa de personal trainer durante surto psicótico, Givaldo Alves, anunciou candidatura para deputado federal após resultado de enquete realizada em suas redes sociais onde afirmou que teve 700 mil votos a seu favor.


De acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Givaldo não aparece como integrante de nenhuma legenda, e como o prazo para se filiar a algum partido foi até o dia 2 de abril deste ano, ele não pode mais concorrer a nenhum cargo para as eleições deste ano.

Givaldo vem chamando atenção nas redes sociais com roupas de grife, presença em festas de luxo e polêmicas com famosos.

1 Comentário:

Anônimo disse...

Aí que proza viu? Era só o que faltava.

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora