UBATÃ: ELL ESTAVA OLHANDO O CELULAR QUANDO FOI ATINGIDO COM GOLPE DE FACÃO NO PESCOÇO

|

 

Foto de Ell, enviada por um leitor do Ubatã Sul


Aerton Moreira Santos de conhecido como (Ell), foi morto covardemente por volta das 22h da noite de quarta-feira, 22, o Site Ubatã Sul esteve na rua A, do Bairro Júlio Aderne no local do crime e conversou com amigo de Ell. Ele chegou a entrar em luta corporal com o assassino na tentativa de impedir o crime.

Ele pediu para não se identificar e contou como tudo ocorreu:


Foto: Virgo Lopes

“Estávamos bebendo e conversando tranquilamente quando (Missão), chegou, ele pediu um cigarro e Ell não negou, Missão que aparentava já está drogado ficou se gabando que era vida louca e começou a falar alto.”

“Eu disse para Ell que ele era assim mesmo e que com certeza já tinha usado algo tipo pedra. Então Ell com sotaque de paulista falou a palavra Noia.”

“Missão ouviu, ficou calado, pediu um copo de cerveja, bebeu, pediu mais um cigarro e foi embora.”


Foto: Virgo Lopes

“O dinheiro tinha acabado Ell disse que ira receber um Pix para comparar mais cerveja e eu disse que em casa tinha, saímos do bar e fomos para casa.”

“Ell estava distraído olhando o celular e eu estava abrindo a porta de casa, foi quando Missão apareceu do nada, tirou o fação que estava escondido atrás das costas e deu o primeiro golpe no pescoço de Ell.”



“O golpe foi na traição, pelas costas do rapaz, o sangue espirrou no meu rosto e na minha camisa,” disse ainda abalado o amigo.

“Eu gritei por ajuda e segurei Ell para ele não cair, missão veio dá outro golpe e eu consegui segurar ele, o facão caiu eu pisei em cima, mas missão escapuliu, pegou o facão e deu mais dois golpes em Ell.”

“Depois Missão olhou para mim de disse que era para eu ficar quieto e que eu não vi nada, e foi embora.” Finalizou a testemunha.


Foto enviada por um leitor do Ubatã Sul

Aerton Moreira Santos tinha 33, saiu de Sorocaba-SP para passar o São João com a família, cegou em Ubatã no dia 12 de Junho. Segundo os moradores que conheciam a vitima, ele era um rapaz calmo e não conhecia o seu algoz, que só estava a fim de cometer o crime, pois em nenhum momento houve discussão entre eles. 

O suspeito do crime é conhecido no bairro por ser um usuário de drogas “cismado,” violento, extremamente perigoso e anda armado constantemente com arma branca (Facão).

Redação: Virgo Lopes/ Site Ubatã Sul.


Vídeo e fotos: Virgo Lopes 

Rua A, do Bairro Júlio Aderne perto da Praça do Trabalhador





1 Comentário:

Anônimo disse...

Oque tá acontecendo com esse povo de Ubatã 🥹

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora