Policial civil de 51 anos é vítima de latrocínio em Feira de Santana

|

 

Falcão foi a óbito na madrugada última segunda-feira, (11)


A Polícia Civil de Feira de Santana informou que o investigador Marcelo Ribeiro Falcão, de 51 anos, morreu vítima de latrocínio, que é quando o roubo é seguido de morte. Falcão foi a óbito na madrugada da última segunda-feira (11) quando foi atingido por tiros, no bairro Novo Horizonte. Ele foi encontrado com marcas de tiros na nuca, peito e mão.



Segundo a TV Subaé, o delegado Roberto Leal confirmou nesta terça-feira (12) o latrocínio. Marcelo Falcão teve o celular e uma arma roubados durante o crime. Na mesma segunda, dois acusados pelo latrocínio acabaram mortos em uma ação policial no mesmo bairro.

Mesmo com a confirmação do crime, o inquérito que apura o caso segue em curso. O corpo de Marcelo Ribeiro Falcão foi enterrado também na segunda.

O policial atuava como coordenador do Serviço de Investigação (SI) da Delegacia de Atendimento a Mulher (Deam) de Feira de Santana onde trabalhava há sete anos, três deles como coordenador. Na Polícia Civil, ele já tinha 18 anos de atuação.

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora