Seguidores

terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Saúde na Bahia: Ano Novo e problemas antigos


Deputado Capitão Alden faz duras críticas a suspensão das cirurgias eletivas

O novo ciclo de 12 meses foi iniciado e com isso novas expectativas são projetadas para 2021, entretanto, na Bahia parece que problemas antigos querem continuar a protagonizar o Ano Novo. O Governo do Estado segue apresentando sua principal característica de ser uma gestão tamanho “G” no que se refere a problemas graves na Saúde estadual. O povo continua a se queixar das sucessivas medidas incoerentes adotadas pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a exemplo, da recente decisão de suspender por tempo indeterminado as cirurgias eletivas em todo o estado. De acordo com a Sesab, a decisão tem como objetivo direcionar recursos para o tratamento de pacientes com a COVID-19 que necessitam de maior atenção. 

 


O deputado estadual Capitão Alden, vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia, repudia a medida do Governo do Estado, pois considera que a justificativa apresentada pelo órgão estadual da saúde é uma nítida prova de falta de capacidade de gestão. “Grande falta de respeito com os pacientes que necessitam das cirurgias eletivas. Difícil é explicar isso para quem tem dor ou está há meses esperando um procedimento, que agora o Governo do Estado decidiu suspender tudo por tempo indeterminado”, comenta Alden.  

 

O parlamentar ressalta que não fica surpreso com a postura da Sesab, pois lembra bem, que o mesmo órgão estadual foi responsável por não adotar o Protocolo de Tratamento Precoce contra a COVID-19 no decorrer da pandemia, medida que para o deputado Bolsonarista pouparia inúmeras vidas perdidas para o novo coronavírus.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário