Tenho Dito entrevista Policial Civil e discute abusos contra crianças e adolescentes em Ubatã

|

 
Tenho Dito vai ao ar todas às sextas-feiras, na Povo

O Tenho Dito recebeu, nesta sexta-feira (10), o Investigador de Polícia Antônio Enézio. Em pauta, os casos de abuso e violência contra crianças e adolescentes em Ubatã, perfil dos abusadores e procedimentos investigatórios e a incidência do problema do município. 

Questionado sobre a quantidade pequena de abusadores julgados e presos em Ubatã, o policial reconheceu que o abuso/estupro é um crime difícil de ser investigado, pois geralmente ocorre sem a presença de testemunhas e muitas vezes os próprios familiares não colaboram com as investigações, mas destacou que as denúncias que chegaram à Delegacia foram apuradas e os procedimentos encaminhados ao Ministério Público.

Tenho Dito entrevistou o Policial Civil Antônio Enézio


Segundo o Conselho Tutelar, este ano houve pelo menos 10 denúncias de abusos sexuais/estupros em Ubatã. 

“Precisamos entender melhor as dificuldades encontradas para punir os abusadores e nos colocamos à disposição para auxiliar as autoridades. As nossas crianças e jovens precisam estar num ambiente protegido e os abusadores, na cadeia”, destacou Expedito Rigaud, âncora do programa, que vai ao ar todas às sextas-feiras, na Rádio Povo. 

(Ubatã Notícias)

0 comentários:

Postar um comentário

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Ubatã Sul Notícias. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

 

©2011 Ubatã Sul Notícias: Confiança e credibilidade nas notícias | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Davii Alvarenga - Leme Produtora