sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Saúde pública em risco: Sesab deixa de pagar salários de médicos do Hospital Geral Prado Valadares

 


“Deixar de pagar os salários dos médicos do Hospital Geral Prado Valadares é um absurdo! O Governo do Estado não pode brincar de gerir a saúde pública em nosso estado”, afirma o deputado estadual Capitão Alden. O parlamentar destaca que a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) foi acionada por meio de sua assessoria de comunicação, entretanto, o órgão não se posicionou sobre o assunto. 

 


Para o deputado Bolsonarista, o silêncio da Sesab é uma nítida confirmação que as denúncias feitas pelos profissionais da unidade de saúde, moradores de Jequié e o próprio Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed) são queixas reais e graves. O parlamentar afirma que entrará em defesa dos médicos e acionará os órgãos fiscalizadores competentes para que o problema seja resolvido e os responsáveis punidos.  

 

“Recebi inúmeras denúncias, inclusive, de profissionais de saúde que não recebem salários há cerca de seis meses! Isso é uma falta de respeito com os médicos e uma clara falta de comprometimento com a área da saúde pública”, pontua Alden.

 

Prado Valadares - O Hospital Geral Prado Valadares (HGPV) é uma unidade de saúde de grande porte de referência estadual, com 276 leitos. Atende a uma população superior a 600 mil habitantes de 27 municípios que geram demanda para o HGPV. A unidade oferece especialidades de clínica médica, clínica cirúrgica, obstetrícia, pediatria, psiquiatria e terapia intensiva.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário